"A educação é a arma mais poderosa que você pode usar para mudar o mundo." (Nelson Mandela)
 R E V I S O R   G R A M A T I C A L
  Teses, dissertações, artigos, livros
CapaCapa
TextosTextos
ÁudiosÁudios
E-booksE-books
FotosFotos
PerfilPerfil
Livros à VendaLivros à Venda
PrêmiosPrêmios
Livro de VisitasLivro de Visitas
ContatoContato
LinksLinks
Textos

O estabelecimento de limites na sala de aula
A falta de limites por parte de crianças e adolescentes é assunto comum tanto na família quanto na escola. Crianças e adolescentes têm dificuldades em aceitar limites; as crianças, porque não sabem ouvir um não, e os adolescentes porque resistem a toda e qualquer representação de autoridade. As coisas complicam quando essa falta de limites extrapola os espaços da família e da escola, permeando toda a sociedade.

Limites são ensinados principalmente no seio familiar, aprendidos e colocados em prática por meio da internalização de princípios e valores morais. Respeito e responsabilidade são a base de todos eles. Respeito, nesse sentido, nada tem a ver com medo, temor, mas com consideração, atenção, estima, honra. Responsabilidade é a capacidade de assumir e cumprir seus deveres.

Limites são subjetivos, e estão diretamente relacionados às atitudes, ou seja, ao modo de agir das pessoas. A falta de limites faz com que um indivíduo ultrapasse as raias do desrespeito e adote um comportamento socialmente inaceitável. Nada é gratuito, e a falta de limites traz consequências sérias para o indivíduo e para a sociedade. A ideia de que cada pessoa é dona de seu próprio nariz e tem o direito de fazer o que bem entende, como pregam alguns, é totalmente errônea e nociva à edificação da sociedade. É por isso que o estabelecimento de limites para crianças e adolescentes deve ter início no seio familiar e prosseguir com o apoio da escola. E tanto em uma quanto na outra, somente saberá ensinar e estabelecer limites quem os conhece e os pratica. Limites não devem ser impostos.

A escola é o braço direito da família no estabelecimento de limites. Por isso é extremamente importante aprender a aplicar o conhecimento adquirido na escola à experiência diária do aluno. Os conteúdos aprendidos não são apenas para o intelecto, mas para a vida prática. E a prática de vida começa na escola pelo estabelecimento de limites. A maneira de o professor lidar com a indisciplina na sala de aula depende do tipo de pessoa que ele é, de como trabalha suas emoções e de como controla suas atitudes. A mesma turma indisciplinada pode ser vista de maneira diferente por professores diferentes. O estabelecimento de limites segue o mesmo princípio. A forma de os limites serem estabelecidos vai depender totalmente do professor que os estabelece.

A sala de aula não é um lugar de silêncio fúnebre nem um lugar para algazarras. O estabelecimento de limites deve acontecer para que os alunos possam vivenciar de modo prático o que na sociedade será fundamental para sua edificação em justiça, solidariedade e pacificidade.
-----------------------------------
Leia mais sobre o assunto no livro "Limites na sala de aula: emoções, atitudes e ações", do autor (WAK Editora).
Maurício Apolinário
Enviado por Maurício Apolinário em 09/02/2012
Alterado em 20/04/2012
Copyright © 2012. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

"Uma escola relevante é uma escola que contribui com a transformação da comunidade na qual está inserida." (Prof. Maurício Apolinário)
Site do Escritor criado por Recanto das Letras
Blog> http://profmauricioapolinario.blogspot.com