"A educação é a arma mais poderosa que você pode usar para mudar o mundo." (Nelson Mandela)
 A  ARTE  DA  GUERRA  PARA  PROFESSORES - 1ª ed.
   Últimos exemplares! Adquira o seu pelo PagSeguro.
CapaCapa
TextosTextos
E-booksE-books
FotosFotos
PerfilPerfil
Livros à VendaLivros à Venda
PrêmiosPrêmios
Livro de VisitasLivro de Visitas
ContatoContato
LinksLinks
Textos

Escolas públicas: a importância da gestão democrática
           A maioria das escolas públicas em nosso país utiliza o formato piramidal em sua estrutura administrativa.  Nesse sistema hierárquico, sabemos, todo o poder se concentra nas mãos do(a) diretor(a) (Paro, 2007). Esse tipo de gestão escolar está aquém da verdadeira democracia. Gerir uma escola ultrapassa os limites da administração financeira e burocrática, do cumprimento das cobranças de instâncias superiores.
A exemplo do que é utilizado na metodologia do Plano de Desenvolvimento da Escola (PDE-Escola), uma boa gestão precisa envolver a participação de toda a equipe escolar, com delegação de responsabilidades, haja vista que “uma escola é formada por todas as pessoas nela envolvidas, desde professores e alunos, passando pela direção, secretaria, funcionários”, pais de alunos e comunidade (Apolinário, 2007), e com total integração entre as instâncias pedagógica, administrativa e financeira, pois o objetivo principal é o aprendizado dos alunos.
             Para gerir uma escola não basta saber organizar papéis, delegar tarefas, cuidar bem das finanças e nem ter carisma; é necessário ter perfil de liderança, ter habilidade no trato com pessoas, saber criar e desenvolver projetos variados também e saber administrar conflitos. E eu vou mais longe ainda: um bom gestor deve ficar longe dos condicionantes ideológico-partidários e de crenças sedimentadas que possam interferir em suas práticas (Paro, 2005), pois levam as pessoas à imbecialização e ao fanatismo (Apolinário, 2008), especialmente em escolas públicas municipais.
Devido a fatores como contexto e espaço geográfico, acredito que os gestores de escolas públicas municipais estejam em condições mais favoráveis de realizar um bom trabalho, isso se não houver um controle centralizador por parte da secretaria de educação.
Como já dizia Geraldo Vandré, “quem sabe faz a hora, não espera acontecer”.


Referências Bibliográficas

APOLINÁRIO, Maurício. A arte da guerra para professores. Brasília – DF: Thesaurus, 2007.
APOLINÁRIO, Maurício. “Os profissionais da educação e as ideologias político-partidárias”. Disponível em < http://artigos.com/index.php?option=com_comprofiler&task=userProfile&user=647&Itemid=60>. Acesso em 30 AGO. 2008.
PARO, Vitor Henrique. Gestão escolar, democracia e qualidade de ensino. São Paulo: Ática, 2007.
PARO, Vitor Henrique. Gestão democrática da escola pública. São Paulo: Ática, 2005.
Maurício Apolinário
Enviado por Maurício Apolinário em 18/12/2009
Copyright © 2009. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

"Uma escola relevante é uma escola que contribui com a transformação da comunidade na qual está inserida." (Prof. Maurício Apolinário)
Site do Escritor criado por Recanto das Letras
Blog> http://profmauricioapolinario.blogspot.com